Apenas tentei me abrir!


Ouça enquanto ler!



Já fazia sei lá muito tempo que eu não encontrava ninguém que me fizesse esquecer os problemas e mergulhar no mundo das nuvens, eu simplesmente não espera que ninguém fosse chegar para abalar meu coração, mais como sempre o destino vive nos surpreendendo.
Pra começar minha bff começou gostar de um novato, de uma turma diferente da nossa, tá ele parecia o príncipe que ela precisava naquele momento, só que existia um problema entre os dois, bom ela é muito tímida, e não tem nenhum pouco de coragem de chegar nele e puxar papo, dois ele é adorado por todas as meninas da escola, simplesmente TODAAS. Há alguns dias atrás ela havia pedido a minha ajuda só que eu não poderia ajuda-la pois meu passado iria acabar me entregando, por isso acabei ficando no meu canto!
Era como se o destino estive aprontando algo para a gente, o garoto não parava de olhar para ela, mais ela ainda assim não criou coração de falar com ele. ficou com sempre na dela esperando ele agir, mais eu particularmente acho meio ruim isso acontecer, ´pois é algo meio distinto dos dois, eles são bonitos mais não assumem, se gostam mais não tem iniciativa, eu bem que tentei falar para ela lutar, correr atrás pois a sorte só bate na nossa porta uma vez, e se não agarrar a sorte você PERDE.

Ela pela primeira vez não me ouviu, quis deixar o tempo agir.

Eu simplesmente ficava muito na minha, estudava muito até conhecer melhor "alguém". Tá eu nunca suspeitaria que meu coração iria se disparar por uma pessoa dessas, tá sei que a conheci agora mais foi tudo muito rápido e como sempre meu coração não me engana, se eu gostei de alguém é por algum motivo, talvez seja um breve ensinamento que a vida deve estar tentando me dar.

"Peguei um folha de papel, e coma  caneta do lado, comecei a escrever uma carta para abrir o jogo e ver no que iria dar."
Eu escrevi cada palavra com todo o meu coração, era como se minha estive sendo domada pelos meus sentimentos e meus sentimentos estavam todos se abrindo sem dó alguma, apensas dizia o que pensava e espera do que estava acontecendo entre a gente. Após terminar fui deitar lembrando de todos os ensinamentos que a vida já me deu e apenas será que esse é mais um.
Levei a carta a sua casa e deixei na porta, fiquei escondido atrás de uma arvore esperando vê-la pegar.
No dia seguinte assim que cheguei tinha um frase escrita na minha mesa da sala de aula, dita assim de pincel vermelho: "O amor pode ser uma dose de álcool escondido dentro de mim, que se abri-lo totalmente pode gerar um grande estrão, o segredo é o mais aconselhável a se fazer." Vendo essas palavras descobrir que algumas pessoas não tem o poder de escolher com quem ficar ou de quem gostar.
 

A história que você acabou de ler é real, só foi transmitida em outras palavras!

Nenhum comentário:

Postar um comentário