Perdoe seu próximo

Foto: reprodução

É um clichê tudo bem, mas acontece que nem todos sabem que isso é sério. No ano passado, no segundo período da faculdade de jornalismo a professora pediu aos alunos que se dividissem em grupos, e assim se fez, todos os alunos se dividiram em grupos totalizando sete grupos na classe. Em seguida a professora, cujo eu afirmo sem muito julgar não tinha disposição alguma para dar aula pediu para que os alunos (os responsáveis do grupo) fossem até o quadro onde ela havia anotado o nome de seis temas sendo bem obvio que um grupo iria ficar vago, sem tema.

Odeio demais me meter nessas histórias de classe em que ocorrem discussões e assim foi me pediram que fosse até o quadro e pegasse o tema de número quatro no qual outro grupo da classe também desejava, quando cheguei lá pedi com total calma para que a menina que estava anotando seu tema me entregasse a caneta logo em seguida, ela fez sinal de quem concordou que me daria, mas ao ver que sua amiga mais próxima estava se aproximando dirigiu o pincel para as mãos dela me deixando super mal e pra baixo.

Confesso que dentre mil e um problemas que podem acontecer eu sou bastante difícil de me estressar, só que neste dia eu não aguentei tamanha falta de respeito que se passava diante dos meus olhos e ainda comigo. Gritei? Sim, mas com meus motivos pela falta de educação, mas em seguida fiz lhe de pedi desculpas e se fez de que não ouviu e eu apenas relevei.


Passaram-se exatamente um ano e a mesma continua com a mesma raiva de mim e pela mesma coisa, porque gritei com ela, mesmo ela sabendo o que bem fez comigo naquele dia. Sinto muito em dizer, mas pra mim já deu, não vou me rebaixar para alguém que não tem menor conhecimento do que é perdão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário