O caso de Júlia Kubchan

Acorde hoje com algo novo em seu pensamento, tente mudar, faça as coisas diferentes, busque inovar. Uma jovem já estressada de sua vida se matou aos 17 anos, mais por que? ninguém sabia.

Acho que você vai gostar de ouvir a história de Júlia Kubchan, e para acompanha ouça enquanto lê:
 



Júlia Kubchan, de apenas 17 anos, já havia sofrido muito ao decorrer de sua adolescência, ela já não aguentava mais as pessoas lhe julgando por seus trajes de roupa, seus amigos e as vezes até seu jeito de ser. Na escola ela era muito tímida e só falava com uma garota a Ananda a qual sabe de todo o seu sofrimento em detalhes porém prefere não contar, Ananda foi uma grande amiga de Júlia, sempre à ajudava acima de tudo, como pudesse ela ajudava e sempre a todo instante tentava ficar ao lado da amiga para não vê-la sofrer tanto assim. Na escola, Ananda protegia de Júlia dos garotos que praticavam Bulliyng com ela, à chamando de magrela, quatro olhos e burra. Júlia não era burra, apenas era tímida. Ao voltar para casa todos ficavam olhando para ela com cara feia, e ela sempre fingia não ver para não doer tanto quanto já doía em si.
Seus pais viviam brigados, o pai dela batia em sua mãe e ela não podia fazer nada só ver e sentir o sofrimento da mãe amostra nos olhos com lágrimas tristes em seus olhos.
Até ela chegar a devida conclusão que ninguém gosta dela, nem mesmo seus pais, foi no dia em que ela se suicidou pulando de um prédio muito alto.
Júlia esqueceu de olhar para p céu e ver, que o Senhor estava a todo momento com ela mais ela não o viu, e tudo acabou assim.

Então chegou a devida hora, vamos se permitir para de ligar para o que as pessoas vão pensar e vamos viver.

Nenhum comentário:

Postar um comentário