Só eu que estou aqui?



Foto: We Heart It



Por que ainda me dou o trabalho de me perguntar o que realmente me faz ser assim, quando na plena e matura verdade eu já sei. Eu sei que minha criação foi diferente das de muitas das pessoas e sei que muitas cresceram e se tornaram pessoas diferentes até porque a diferença é algo mais que essencial na sociedade em que vivemos.

Ainda escrevo no meu diário, desabafo de que eu sou a única que fica em casa na bad enquanto todos os meus colegas da escola estão na festa curtindo e se divertindo muito com ótimas companhias. Queria muito acreditar que um dia tudo vai mudar e que essa mudança será fácil e natural, mas tenho 60% de chances de que vou sofrer com isso.

Por que ainda insisto em dizer que meus pais me prendem quando na verdade eu também estou me segurando da realidade. Quero consolar mil garotas que ficam online durantes noites de sexta, sábado e domingo enquanto deveriam está na festa festejando alegria de viver. Quero que vocês tenham paciência e muito calma, amigos virtuais são o que não falta, muitos de nós sempre estão online para nos ajudar dando conselhos e nos entretendo.


Não vou dizer que nunca sai, mas acredito que essa coisa dos pais segurarem seus filhos do mundo não funciona e na maioria das vezes faz com que soframos mais na frente por não termos aprendido antes com seria no momento... Isso me doí, doí ver que vamos nos obrigar a aprender a viver quando, no entanto poderíamos ter aprendido de maneira natural enquanto éramos adolescentes.

2 comentários:

  1. Os pais são assim sempre estão buscando o melhor para os filhos. Quando a gente fica mais velho a gente percebe o quanto alguns conselhos foram bom. Mas claro que proteção em excesso não é bom. Na verdade nada em excesso é bom. As vezes é bom aprender com o erro dos outros, escultar outras opniões, assim não vamos correr o risco de cometer o mesmo erro. Ser diferente é preciso, mas comparar sua vida com a de outras pessoas porque você acredita que a vida dessas pessoas sejam melhor, nunca é bom. Primeiro porque as vezes a vida do outro não é tão colorida o quanto a gente imagina, são pessoas que vivem de aparência. Segundo porque o que importa de verdade é ser quem você é. Eu nunca fui a garota mais popular, aquela que frequentava todas as festas e tinha os amigos mais legais, mas eu sempre fui a garota que eu amo ser, aquela que prefere ficar em casa, desenhando, escrevendo, tirando fotos, ou seja, curtindo a vida do meu jeito. Isso vale pra pessoa do seu texto curta a vida do seu jeito. Parabéns pelo seu blog!!! O layout é lindo!! Contínua escrevendo!! Adoro textos que me façam refletir, como você deve ter percebido hahaha E o seu texto me fez refletir e muito. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que delícia ouvir o seu comentário, fico muito feliz que meus textos estão lhe dando a oportunidade de refletir e que você gosta do blog :)

      Excluir