E se o novo for o errado...

Imagem retirada do We Heart It


Eu era jovem e possivelmente ainda estaria me descobrindo de verdade eu havia acabado de me mudar de escola por conta de uma das bombas as quais tirei no segundo bimestre, estava cursando o ensino médio, falando de maneira concreta eu tinha acabo de entrar no E.M. (Ensino Médio) e estava meio preocupado em como poderia recuperar-me de uma bomba tão baixa e por isso mudei de escola.

A escola a qual fui estudar era conhecida em toda a cidade como uma das grandes e melhores escolas estaduais, fui à busca de ampliar minha estabilidade educacional e possivelmente recuperar-me da nota ruim. Lembro-me como se fosse hoje, eu cheguei à sala, sente-me e fiquei quieto no meu canto costumo ser assim nos primeiros dias até me enturmar direitinho.

Para ser sincero com vocês eu me enturmei até rapidinho e comecei a me soltar em menos mesmo de duas semanas completas, algumas pessoas começaram a me olhar de maneira atravessada, mas não era nada a qual eu pudesse me acostumar. Ainda me lembrando da minha nota ruim precisava recuperar e virar amigo de um dos alunos mais inteligentes da turma a qual eu juro ter tentado.

O melhor aluno da turma era um menino e pelo que pude perceber ele meio sentimental e eu poderia usar isso a meu favor por mais que eu não quisesse. Todas as vezes que os professores passavam alguma atividade avaliativa em grupo eu logo pedia para participar do grupo dele e ele sempre estava com o grupo completo e minha estabilidade só diminuía.

Comecei a olhar demais pra ele, comecei a tentar me aproximar dele, eu precisava da ajuda dele para passar de ano e apenas isso. Com o passar de algumas semanas eu já conseguia ver o quanto ele estava feliz por ser conhecido por mim possivelmente ele gostava de mim e eu não sabia o que ao certo eu estava querendo mais com ele.

Houve uma época em que ficamos mais próximos que nunca, estávamos muito abertos um com o outro e nenhum momento discutimos nossa sexualidade nem nada relacionado a isso como "a possibilidade dele gostar de mim", eu não tinha a mínima coragem de questioná-lo sobre isso e preferi ficar com essa dúvida, acredite.


Para procurar esquecer o que possivelmente eu estaria sentindo por ele eu fui à busca de um curso profissionalizante que me obrigasse a mudar de período da escola e assim se fez, coloquei em minha mente que experimentar o novo é seguir um caminho errado então consegui uma vaga no curso porém para a minha alegria ou tristeza ele estava lá em busca de uma distração para me esquecer também, acredito eu que não foi o destino apenas uma coincidência das quais preferíamos que não houvesse acontecido pois nós estávamos em busca do esquecimento.

Para acompanhar mais frases e textos assim não se esquece de curtir a nossa Página no Facebook.

Nenhum comentário:

Postar um comentário